DESBRAVANDO WORDPRESS

Para que você entenda o WordPress, começaremos explicando o que é “CMS” (Content Management System), Sistema de Gerenciamento de Conteúdo utilizado para criar e manter blogs, sites, entre outros. Todo blog ou site tem um sistema desses, existem vários tipos diferentes disponíveis para que você possa escolher aquele que achar melhor, e o WordPress é considerado um dos melhores CMSs, por permitir uma melhor interface para o usuário criar e personalizar praticamente o que ele quiser .

 

Plugins no WordPress

São ferramentas que acrescentam ou estendem funcionalidades podendo ser instalados facilmente pelo próprio painel de administração do WordPress. Servindo para criar páginas de captura, que é outro grande diferencial no WordPress em relação a qualquer CMS.

Vejamos alguns exemplos:

  • All in One SEO Pack – Otimiza seu blog para os mecanismos de busca utilizando técnicas de SEO (Search Engine Optimization);
  • Subscribe To Comments – Permite aos usuários serem notificados sempre que um novo comentário é adicionado;
  • Related Posts – Exibe uma lista de posts relacionados baseado em palavras chaves. Aumenta o número de páginas vistas e o tempo de permanência do visitante.

São muitos e dos mais variados tipos que você precisar, tem para Comentários, Antispam, S.E.O., Navegação, Interatividade, Utilitários, Publicidade, Tradução, RSS Feeds, etc.

 wordpress-plugins

TEMAS

É a aparência do blog ou site. Através do painel WordPress é possível encontrar e instalar milhares de temas, você também as opções de comprar “Tema Premium” ou contratar um profissional para desenvolve-lo exclusivamente.

SEO

Outra grande vantagem do WordPress é o fato de ele ser agradável aos mecanismos de buscas (Google, Bing e outros), facilitando que seu blog ou site seja bem indexado, podendo mais facilmente aparecer entre as primeiras posições das pesquisas, e consequentemente aumentando o número de visitantes.

 

WordPress.com X WordPress.org

O WordPress.com é um servidor gratuito, você cria uma conta no site principal para então poder criar quantos blogs quiser. Porém, não te dará credibilidade para desenvolver algo profissional que envolva dinheiro, pois a sua conta pode ser cancelada a qualquer momento sem aviso, caso você infrinja alguma regra estabelecida por eles. A exposição das pesquisas feitas nos motores de busca fica prejudicada, uma vez que existe muita concorrência entre os vários subdomínios vinculados ao mesmo domínio principal.

O WordPress.org é a mesma plataforma, porém usada para quem quer seu site ou blog alojado em um servidor pago (com domínio próprio), independente das regras impostas pelos serviços gratuitos. Você contrata um servidor (hosting), escolhe o nome para o seu domínio e paga por tudo isso.

 

Concluímos então…

Que o WordPress é o melhor sistema com recursos completos que não encontraremos em outras plataformas. Agora, um obstáculo importante que seu site pode encontrar e que faz toda a diferença, é a falta de conteúdo atrativo e de qualidade, então fique de olho em nossas postagens sempre atuais com dicas relevantes para estar por dentro de todas as melhorias que podem ajudar você a conquistar o seu objetivo.

GOOGLE ADICIONA CAIXA DE PESQUISA EM SEUS RESULTADOS PROMETENDO FACILITAR BUSCA POR CONTEÚDOS ESPECÍFICOS DENTRO DE SITES

Esse novo recurso ficará disponível em sua página de resultados: um campo de busca localizado logo abaixo do primeiro resultado da uma área chamada sitelinks. Veja exemplo abaixo:

barra1

Até o momento, o novo recurso está sendo testado e nem sempre aparece. Varia de quanto conteúdo o site possui e do ranking natural dele (SEO).

Exemplo: Quando alguém estiver fazendo uma busca por “Apple”, essa pessoa pode estar na verdade procurando por algo ainda mais específico, como iPhone, iPad, IOS8, etc. Utilizando a caixa de pesquisa de sitelinks e buscando por este conteúdo específico, o usuário será levado à uma página de resultados relevantes sobre a sua pesquisa dentro do site da Apple.

Antes você poderia apurar a sua busca clicando no link mostrado aí em cima: “Mais resultados de Apple.com ».” Este é na verdade um atalho para pesquisas do tipo “site:”. Ou seja, a mesma coisa se você digitar na barra de endereço o exemplo, [site:apple.com] ou [iPhone site:apple.com].

Agora, do jeito “moderno”, a ideia é apenas facilitar a sua vida. Se eu buscar por ‘iPhone’, não preciso mais ter que entrar no site da Apple e só buscar por “aparelho”, usando campo de busca e ver os resultados que o próprio site te oferece.

A caixa de pesquisa de sitelinks aparecerá somente para Consultas de Navegação, ou seja, aquela pesquisa cujo usuário já conhece o site e o nome da empresa ou se o Google entender que mostrar este recurso é relevante para o usuário.

A caixa de pesquisa dá suporte aos seguintes itens: recurso de preenchimento automático,  caixa de pesquisa de sitelinks e marcação do seu site (para personalizar a busca).

PARA QUE SEU SITE TENHA ESTE RECURSO.

Para habilitar sua própria marcação, você, claro, precisa que seu site tenha um campo de busca interno. Se você já tem um, a marcação será feita na própria Home do site – dentro da sua <head> – utilizando as propriedades de marcação SearchAction. É dessa forma que o Google irá entender que você está utilizando o seu próprio campo de busca. Não é necessário repetir a marcação em todas as outras páginas. Para mais informações, você pode consultar a documentação do Google.

Uma vez implementado, é só esperar que o Google considere o seu site como um legítimo candidato à nova caixa de pesquisa de sitelinks. Mas, tudo irá depender da pesquisa do usuário por uma busca de navegação. Se você possui um e-commerce e alguém buscar no Google por ‘tenis nike shox’, não espere nenhuma caixa de pesquisa aparecer.

O que dá credibilidade ao mecanismo de busca do Google é justamente essa preocupação em trazer sempre os resultados mais qualificados e relevantes para seus usuários, levar rapidamente às pessoas o conteúdo que elas estão procurando.

IPHONE 6, IPHONE 6 PLUS E APPLE WATCH

Tudo que você precisa saber sobre os Lançamentos da Apple que rolaram esta semana.

Foram apresentados 3 revolucionários produtos que prometem melhorar e inovar a sua vida com grandes novidades.

IPHONE 6 E IPHONE 6 PLUS

Os dois modelos começarão a ser vendidos dia 19 de setembro no mercado Americano, no Brasil ainda sem previsão de chegada. Ambos foram equipados com o novo processador de 64-bit A8, que é até 50% mais ágil no processamento gráfico e suporte a todas as frequências de LTE, o que acabaria com a incompatibilidade dos aparelhos norte-americanos com a nossa rede 4G.

São duas versões do aparelho: O iPhone 6 o iPhone 6 Plus, que têm telas de, respectivamente, 4,7 polegadas e 5,5 polegadas.
Os displays agora têm tecnologia Retina HD e oferecem amplos ângulos de visão. O iPhone 6 tem resolução de tela de 1334 x 750 (326 ppi), enquanto o iPhone 6 Plus tem 1980 x 1080p (421 ppi).

thumb-32-iphone-6-e-iphone-6-plus-resized

A evolução do coprocessador M7 já presente no iPhone 5S é responsável por medir os movimentos do usuário. O novo chip M8, é capaz de distinguir corrida de pedalada, o que pode aumentar significativamente as estatísticas de exercícios. Houve alteração também do app Nike+, que também reconhecerá variações de altitude no terreno.

Na tela, incorporação de sensores que já são conhecidas no mundo Android (“NFC” Near Field Communication), está presente nos dois novos aparelhos. Seu principal foco será o de tornar o smartphone uma carteira inteligente pelo Apple Pay, um sistema de pagamento em parceria com operadoras financeiras e varejo. A ideia é substituir de vez os cartões de crédito/débito. Somente os novos iPhones terão esse recurso e mais de 220 mil estabelecimentos aceitarão essa forma de pagamento a partir de outubro, nos Estados Unidos. American Express, MasterCard e Visa farão parte do acordo e não há nenhuma previsão para o Brasil ou qualquer outro país até o momento.

Sua bateria ficou mais potente com até 11 horas de reprodução de vídeo, só não sabemos se teremos que desligar o 3G, o Wi-Fi,o Bluetooth e o Barômetro para que isso aconteça.

Foi adaptado para funcionar também como tablet. Funções especiais foram inseridas no gadget. Agora, o usuário do phablet (iPhone 6 Plus) conseguirá cortar, copiar e colar textos de maneira rápida e fácil com o gadget no modo paisagem. As teclas foram aumentadas e adaptam-se muito bem à tela do produto.

vida-digital-apple-lancamento20140909-0033-size-598

A câmera do iPhone 6 Plus contará com uma ótima abertura de 2,2 que deixará entrar 80% mais luz quando comparado à geração passada do iPhone 5S. Teremos imagens mais detalhadas e vibrantes, porém a resolução ainda permanece com 8MP.

Focus Pixels foi incluído também, dessa forma, a câmera terá uma boa estabilização de imagem, além de obter imagens muito mais nítidas.

Com estabilização óptica de imagem, o dispositivo tem autofoco contínuo, o que vai ajudar ainda mais as mãos menos seguras.

A gravação em câmera lenta no iPhone 5S capturava clipes em 120fps, já a câmera dos novos iPhones consegue chegar a 240fps, além das filmagens em HDR.

A câmera frontal, por sua vez, possui um novo sensor que permite fotos em HDR e selfies contínuas no modo burst, realizando assim um alto número de capturas por segundo.

A galeria de aparelhos com o iOS 8 recebeu melhorias para deixar a vida dos usuários mais fácil. Quando uma foto for capturada, um título pode ser atribuído à ela. Dessa forma, a busca por tag é uma possibilidade, achando um item específico rapidamente. A edição também foi aperfeiçoada, ganhando ajustes inteligentes, efeitos e outras opções. Um grande diferencial é a adição do timelapse para criar vídeos deslumbrantes.

As mensagens no iOS 8 ficaram mais interessantes. Algumas funções foram ‘emprestadas’ de outros aplicativos e o resultado final está bem incrementado. Gravar um vídeo ou áudio e enviar para um destinatário é fácil e rápido, basta tocar e segurar no respectivo ícone. Criar e organizar os grupos também é possível e as mídias enviadas são unidas e a visualização de todas é simplista. Se estiver marcando um encontro, não precisa mais digitar o endereço, basta compartilhar a sua localização.

APPLE WATCH

Veja as versões do iGadget: Apple Wacth, Sport e Edition.

WatchVarieties

Com seu design quadrado, cantos arredondados, tela curva , pulseiras intercambiáveis, sensores para exercícios físicos e também suporte ao serviço de pagamentos móveis Apple Pay o Apple Watch permite que o usuário ajuste-o de modo que o seu tamanho seja regulado e os seus ponteiros sejam modificados. Há sensores para checar pulsação, atividade física, localização e funcionalidades acopladas ao telefone, como notificações, mensagens, postagem em redes sociais, ligações, etc.
Há uma coroa digital, que funciona como um mouse para fazer scroll e navegar no sistema. A tela curva do Apple Watch é de safira, um material muito resistente. A interface dele tem aplicativos com ícones redondos que, aparentemente, ficam alinhados com grades diagonais. O chip do aparelho é chamado de S1.

 

 

Para funcionar corretamente e fornecer o máximo de sua capacidade, a sincronização com o iPhone é de suma importância. As notificações de um são exibidas no outro e, ao visualizar alguma delas, o alerta some de ambos os gadgets. Mesmo que tenha sido lançado junto ao iPhone 6, quem possuir a partir do iPhone 5  poderá utilizar o smartphone em conjunto com o relógio tranquilamente.

Um sensor infravermelho lateral foi implementado para que apenas um botão o acompanhe.  Ao girá-lo, o usuário pode interagir diretamente com o conteúdo exibido no display. Isso inclui deslizar pela barra de rolagem, trocar de música, controlar o zoom, ajustar o volume e transitar entre aplicativos.

O aparelho possui total integração ao Siri. A assistente virtual executa comandos na mesma simplicidade presente no iPhone. Para responder uma mensagem, nenhum teclado será disponibilizado, mas o usuário pode ditar o texto e o reconhecimento de voz fará todo o trabalho.

Há diversas pulseiras e opções de materiais para todo o tipo de público-alvo, variando de couro legítimo ao durável metal. Para encaixar o relógio em volta do pulso, basta conectar as extremidades por meio do campo magnético. O carregador não precisa de cabos e também fixa-se ao corpo do Apple Watch por meio de imãs.

Você poderá utiliza-lo na academia ou enquanto pratica o seu esporte predileto. O Apple Watch poderá coletar dados como batimentos cardíacos e até mesmo acompanhar o seu histórico enquanto está dormindo, mantendo uma série de arquivos com essa informações para elaborar estatísticas, tudo isso graças ao HealthKit, acelerômetro, barômetro e o sensor de batimentos cardíacos, que em conjunto ao chip S1, realizam todo o trabalho de analisar o corpo do dono dos iGadgets.

U2 surpreende e lança disco na apresentação dos novos Aparelhos da Apple.

apple-u2-ws-710

 

 

Foi o maior lançamento de um disco na história e surpreendentemente, ficará disponível de forma gratuita na Itunes Store até o dia 13 de outubro para quem tiver conta no Itunes. Se você ainda não possui conta, corra já e faça a sua.

Até meio bilhão de pessoas em 119 países (número de usuários da loja virtual iTunes), pode ter assistido à chegada do novo álbum do U2, Songs of Innocence.

O lançamento surpreendeu os fãs, que esperavam apenas uma canção inédita na festa (Overload, que eles tocaram com efeitos eletrônicos e em altíssimo volume).

A parceria com o U2 é antiga (e milionária, claro), incluiu comerciais de TV, a primeira edição do iPod e outras iniciativas. A Apple mudou o jeito das pessoas ouvirem música uma década atrás, e o iTunes tem sido o centro dessa experiência”, disse Cook durante o evento.

Você já imaginou que um dia iríamos acessar sites, Blogs, e-mails, entre outras coisas, tudo isso por um Relógio ou celular? Já imaginou fazer tudo isso pela sua televisão? Não?  As Smart TVs estão aí pra contar essa história e o futuro é agora.

Na Wizzul você fica por dentro de todas as novas tecnologias e produtos inovadores. Fique de olho por aqui e acompanhe as tendências e novidades para melhorar os seus negócios e a sua vida.